Sara Moreira Sporting CP

  Informação Pessoal

Sara Isabel Fonseca Moreira


32 anos SEN

Nasceu a 17 de Outubro de 1985
Barreiras/Obstáculos
  Recordes   Resultados   Biografia

 Títulos Internacionais

  1


  4


  1


 Biografia

Atualizado às 23:46 de 29/10/2017


Sara Isabel Fonseca Moreira nasceu em Roriz, Santo Tirso, a 17 de outubro de 1985. Na sua escola primária, deu os primeiros passos no atletismo, tinha apenas oito anos e, federou-se mais tarde pelo Núcleo de Atletismo de Roriz, o seu primeiro clube oficial.

O início de uma carreira brilhante

Em 2004, com dezoito anos, Sara trocou o clube da sua terra pelo clube madeirense, Grupo Desportivo do Estreito. Os resultados que a atleta somava eram vistos com potencial para a equipa que apostava no Campeonato Nacional de Clubes, mas foi muito mais que isso. Sara Moreira foi evoluindo cada vez mais e sagrou-se campeã nacional, mas não só. Em 2007, Sara Moreira faz mínimos para o Campeonato do Mundo de Osaka, no Japão, nos 3000 metros obstáculos e apura-se para a final num excelente 4º lugar, sendo 13ª classificada na final, prejudicada por uma queda.

Mudança de clube e estreia olímpica

A época terminaria com mais uma mudança de emblema. Sara voltava para o continente, para representar o Maratona Clube de Portugal em 2008 e, logo na primeira época, Sara culmina com a sua estreia olímpica em Pequim, embora não tenha conseguido a qualificação para a final.

A primeira medalha internacional

Foi preciso apenas meio ano para Sara Moreira conseguir a sua primeira medalha internacional. A atleta do Maratona CP foi medalha de prata nos 3000 metros do Campeonato da Europa em Pista Coberta, realizado em março de 2009, em Turim, na Itália. No Mundial de Atletismo de Ar Livre, em Berlim, no mesmo ano, bateu o seu recorde pessoal mas não foi suficiente para a qualificação para a final.

No ano seguinte (2010), no último dia do Campeonato da Europa, Sara Moreira voltou a sorrir com a medalha de bronze, na prova de 5000 metros, com um recorde pessoal de 14.54,71 minutos. Esta medalha de bronze acabaria por se tornar em prata, em 2012, devido à desqualificação da 2ª classificada por uso de doping. Ainda no mesmo ano, Sara Moreira foi medalhada na Taça da Europa dos 10.000 metros, sucesso que se viria a repetir em 2011 e 2012.

O caso do doping

Em outubro de 2011, o brilho dos sucessos foi trocado pelo negro do drama: Sara Moreira foi acusada de uso de doping, depois da sua participação em mais um Mundial. A atleta apresentou provas laboratoriais defendendo a sua inocência, pelo que o castigo foi reduzido de 2 anos para 6 meses (castigo mínimo), por toma voluntária de um suplemento desportivo contaminado. O seu regresso à competição surge, então, a 26 de março de 2012, na Meia-Maratona de Lisboa.

«Depois da tempestade vem a bonança»

Um ano depois do castigo assombroso, Sara Moreira sagra-se campeã da Europa pela primeira vez, ao vencer a prova dos 3000 metros no Campeonato da Europa de Pista Coberta, em Gotemburgo (Suécia). Antes, já havia sido medalhada de bronze no Europeu de Ar Livre, em Helsínquia, nos 5000 metros.

Clube novo depois da gravidez

Depois do sucesso de 2013, Sara parou a atividade atlética devido à gravidez que deu à luz em novembro do mesmo ano. Sara voltara à competição e aos sucessos nacionais e, com o fim da equipa profissional do Maratona Clube de Portugal, Sara parte agora (2014) numa aventura no Sporting Clube de Portugal.

 


Atualizado às 23:46 de 29/10/2017