Jéssica Augusto Sporting CP

  Informação Pessoal

Jéssica de Barros Augusto


36 anos VET M35

Nasceu a 08 de Novembro de 1981
Fundo
  Recordes   Resultados   Biografia

 Títulos Internacionais

  7


  2


  4


 Biografia

Atualizado às 00:00 de 03/12/2015


Jéssica de Barros Augusto, nasceu em Paris a 8 de novembro de 1981, uma vez que seus pais e avós portugueses viviam emigrados na capital francesa. Regressou a Portugal com os pais aos seus 6 anos de idade, onde se residiu na cidade de Braga. Ao assistir aos Jogos Olímpicos de Barcelona, apaixonou-se pelo atletismo, mas apenas começou a correr aos 15 anos de idade, no Sporting Clube de Braga, quando asssistiu pela televisão ao triunfo de Fernanda Ribeiro em Atlanta.

«De pequenino se torce o pepino»

Desde cedo, a atleta bracarense foi mostrando que tinha potencial e depois de conquistar inúmeros títulos regionais e nacionais enquanto atleta de formação, Jéssica Augusto conseguiu a sua primeira grande conquista a 10 de Dezembro de 2000, quando se sagrou Campeã Europeia Júnior, em Corta-Mato, competição que se disputou em Malmö, Suécia.

Participações nas grandes provas

Foram precisos apenas dois anos para Jéssica Augusto se estrear nas grandes competições internacionais como atleta sénior. Em 2002, a atleta que ainda representava o SC Braga, participou no Campeonato da Europa de Corta-Mato em Medulin, na Croácia, onde terminou na 16ª posição. Em pista, a estreia aconteceu nos Europeus de Pista Coberta, na capital austríaca, Viena, na prova de 1500 metros planos. A atleta que apenas tinha 21 anos não conseguiu acompanhar o ritmo da corrida, ficando-se pelas meias-finais.

A nível mundial, a estreia da atleta aconteceu no ano de 2005, quando participou nos 5000 metros dos Campeonatos do Mundo, em Helsínquia, onde ficou-se mais uma vez pelas meias-finais.

Até 2007, as únicas medalhas internacionais da atleta foram conquistadas nos Campeonatos Ibero-Americanos. Em 2004, venceu os 3000 metros em Huelva (Espanha), e foi bronze nos 1500 metros. Em 2006, tornou-se bicampeã dos 3000 metros, em Ponce, Porto Rico.

Mudança de clube, reviravolta de sucessos

Em 2007, Jéssica Augusto trocava o Sporting Clube de Braga para ingressar no Maratona Clube de Portugal, e dias depois a atleta batia o Recorde do Mundo Universitário dos 5000 metros. Foi nas Universíadas realizadas na capital tailandesa de Banguecoque que Jéssica terminava a prova com 15.28,78 minutos e se sagrava Campeã e Recordista Mundial Universitária.

No mesmo ano, foi 12ª classificada no Campeonato do Mundo de Corta-Mato e 15ª classificada na Final dos 5000 metros do Mundial de Atletismo, no Japão. E foi no ano seguinte que a primeira medalha em corta-mato apareceu, quando foi segunda classificada no Campeonato da Europa de Corta-Mato, em Bruxelas (Bélgica), ajudando Portugal a ser campeão coletivo da competição.

A estreia olímpica

Ainda antes do sucesso conseguido no Europeu em Bruxelas, a atleta do Maratona Clube de Portugal, estreou-se nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim (China). Com mínimos nos 3000 metros obstáculos e nos 5000 metros, Jéssica Augusto optou mesmo por correr as duas provas. Na primeira, a atleta ficou-se pelas meias-finais a apenas um lugar da qualificação. Quatro dias depois, ainda desgastada da prova anterior, a atleta ficou na 14ª posição da sua série de 5000 metros, a um minuto do seu recorde pessoal.

Jessica Augusto foi conquistando a Europa

Jéssica Augusto foi marcando presença nas competições internacionais, umas boas corridas, outras menos boas, mas foi com muita garra e dedicação que conseguiu mais sucessos Europa fora.

Em 2009, a atleta ficou apenas a uma posição do pódio nos Europeus de Corta-Mato em Dublin (Irlanda), onde ajudou à revalidação do título coletivo da seleção portuguesa, mas foi 2010 o ano mais decisivo da sua carreira. Ser oitava classificada nos Mundiais de Pista Coberta em Doha (Qatar), depois de impor o ritmo durante quase toda a prova, não desmotivou a atleta que se aproximou do Recorde Nacional de Fernanda Ribeiro aos 5000 metros, com 14.37,07 minutos, conseguidos em Junho de 2010, no Meeting de Paris, cidade onde nasceu. Um mês depois, em Barcelona, Jéssica Augusto terminou em terceiro lugar dos 10.000 metros do Campeonato da Europa em Ar Livre, com 31.25,77 minutos, a apenas 6 centésimos da segunda classificada. Nos mesmos campeonatos, Jéssica foi quarta classificada nos 5000 metros. A atleta não sabia era que em 2013, a sua medalha de bronze seria substituída por uma de prata, uma vez que a vencedora, Elvan Abeylegesse, foi desqualificada por consumo de substâncias proibídas. Pela mesma razão, Jéssica Augusto recebeu a medalha de bronze nos 5000 metros.

O ouro, que Jéssica Augusto tanto procurou chegou ainda em 2010 também! Nos Europeus de Corta-Mato, realizados na cidade algarvia de Albufeira, Jéssica, que já corria como atleta individual sagrou-se Campeã da Europa, depois de ter dominado a prova do princípio ao fim.

Depois da conquista de 2010, Jéssica Augusto começou a subir a distância, e outra medalha em grandes competições só voltou a ser conquistada em 2014, nos Campeonatos da Europa de Zurique (Suiça), onde conseguiu a medalha de bronze na Maratona.

O diploma olímpico

A atleta estreou-se em 2011 na maratona, e conseguiu logo um impressionante 8º lugar na Maratona de Londres, sucesso que viria a repetir no ano seguinte. Mas foi na sua estreia, que ficou apenas a 1 minuto do Recorde Nacional de Rosa Mota, tornando-se a segunda melhor portuguesa de sempre.

Em 2012, depois da Maratona de Londres, Jéssica Augusto voltou à capital britânica para participar nos Jogos Olímpicos. Determinada a conseguir a melhor classificação possível, manteve sempre o seu ritmo durante as 2 horas e 25 minutos que demorou até passar a meta, ultrapassando atletas uma a uma, até chegar ao 7º lugar, posição que terminou e lhe valeu o primeiro diploma olímpico da sua carreira.

O ano terminara para Jéssica com a eleição de Jéssica como melhor desportista do ano na Gala Nacional do Desporto.

 


Atualizado às 00:00 de 03/12/2015